Prefeitura de Feira de Santana nomeia secretários que vão substituir investigados em operação contra fraudes em licitações

  • 05/08/2022
(Foto: Reprodução)
Secretário de governo, Denilton Pereira, contratou irregularmente, a empresa do gestor de saúde Marcelo Moncorvo, por valores superfaturados, disse PF. Novos secretários de saúde e governo de Feira de Santana são nomeados A Prefeitura de Feira de Santana, a 100 km de Salvador, nomeou, nesta sexta-feira (5), os secretários que vão substituir Marcelo Brito, da Saúde, e Denilton Brito, de Governo. Os secretários, alvos de investigação da Operação No Service, da Polícia Federal, foram afastados dos cargos na quinta (4), por decisão da Justiça. Na Secretaria de Saúde continua Fernanda Botto de Barros da Silveira, que tirava as férias de Marcelo Brito, quando ele foi afastado. Já na Secretaria de Governo, quem assume é Jailson Rodrigues Duarte. De acordo com a PF, o secretário de governo, Denilton Pereira de Brito, contratou irregularmente a empresa do gestor da saúde, Marcelo Moncorvo Britto, para fazer consultorias em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro da Queimadinha, por valores superfaturados. Secretários de Saúde e Governo de Feira de Santana são afastados do cargo em operação da PF contra fraudes em licitações Divulgação/Polícia Federal A investigação da PF identificou que, em 2018, a Prefeitura de Feira de Santana fez licitação para contratar uma organização social, para fazer a gestão compartilhada da UPA. O contrato tinha prazo de vigência de maio do mesmo ano até maio de 2019, por R$ 11.909.004, podendo ser renovado por cinco anos. A PF diz que junto com diretores de uma organização social, Denilton simulou a contratação e desviou R$ 200 mil para Marcelo. A polícia detalhou que, depois de receber o dinheiro, o secretário da Saúde aplicava parte do valor em investimentos, e repassava a outra parte para pessoas físicas e jurídicas. Secretários de Saúde e Governo de Feira de Santana são afastados do cargo em operação da PF Divulgação/Polícia Federal Além disso, apesar de ter contrato de R$ 44 mil, firmado com a entidade gestora da UPA, a empresa do secretário de Saúde não prestou nenhum tipo de serviço, nem médicos nem de consultoria. Além do afastamento dos dois gestores, a PF também cumpre sete mandados de busca e apreensão. Esses mandados foram cumpridos em Feira de Santana, Salvador e também em São Paulo. Os investigados vão responder pelos crimes de peculato e de superfaturamento de licitação mediante a inexecução completa do contrato. Em nota, a prefeitura informou que afastou os dois secretários cumprindo a decisão judicial. Já o Instituto Nacional de Pesquisa e Gestão em Saúde (Insaúde), responsável pela gestão da UPA da Queimadinha, disse, em nota, que prestou os esclarecimentos necessários para a Polícia Federal, além de disponibilizar a documentação solicitada. O secretário Marcelo Brito, se manifestou através de mensagem, dizendo que tem o dever de facilitar a investigação e que pagará conforme a lei, se algo errado for provado. A reportagem também tentou falar com secretário de governo, Denilton Brito, mas não conseguiu. A prefeitura informou que os celulares dele foram apreendidos pela Polícia Federal. Veja mais notícias do estado no g1 Bahia. Assista aos vídeos do g1 e TV Bahia 💻 Ouça 'Eu Te Explico' 🎙

FONTE: https://g1.globo.com/ba/bahia/noticia/2022/08/05/prefeitura-de-feira-de-santana-nomeia-secretarios-que-vao-substituir-afastados-em-operacao-contra-fraudes-em-licitacoes.ghtml


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

Top 5

top1
1. Raridade

Anderson Freire

top2
2. Advogado Fiel

Bruna Karla

top3
3. Casa do pai

Aline Barros

top4
4. Acalma o meu coração

Anderson Freire

top5
5. Ressuscita-me

Aline Barros

Anunciantes